segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

#3meses15livros: A Elite

     Em A Elite, America agora esta entre as seis finalistas que disputam a coroa e o coração do príncipe Maxxon, e como se isso já não fosse o suficiente para assusta-la, a crescente onda de violência dos rebeldes tornam tudo mais difícil, e ela terá de decidir se está pronta para continuar na Seleção.
     Nesse livro, mesmo ainda muito voltado ao romance, podemos conhecer um pouco mais a parte política de Iléa , o que eu achei bem interessante, e toda a pressão que o cargo de princesa pode ter para America, caso ela seja a escolhida. O que acaba influenciando em sua decisão de continuar na competição, pois não se sente preparada para tal cargo, já que é a garota de uma casta mais baixa.
     Em meio a todas as dúvidas sobre sua capacidade de se tornar um dama e governar ao lado do príncipe, ela ainda precisa se decidir se o que sente por Aspen (seu antigo amor) ainda é verdadeiro ou parte de um passado que não pode mais ser vivido.


      Os personagens começam a ter mais atitudes e podemos conhece-los melhor, e eu confesso ter gostado bastante da interação entre eles.
      Apesar de achar meio cansativo todo o drama em torno do relacionamento complicado de America e Maxxxon (sim, sou Team Maxxon desde que ele apareceu :p), nesse livro podemos ver a protagonista com mais expressão, e não só dedicada aos seus problemas amorosos.
        A leitura foi leve e bem rápida, assim que terminei precisei passar para sua continuação de tanta curiosidade, e logo postarei a resenha ^^.




Disponível na Amazon.

4 comentários:

  1. Sei lá... não tenho mais coragem para ler nada que tenha princesas

    ResponderExcluir
  2. A Elite era o meu livro preferido da trilogia. *-*
    Quando li A Seleção eu não tinha team porque eu amava o Maxon e Aspen. Ai cheguei em A Elite, achei o Maxon super ignorante com algumas coisas e fiquei #TeamAspen, embora eu não visse nenhuma forma dele e da America ficarem juntos porque eles não eram mais as mesmas pessoas. Botei muitas expectativas no último livro e ai saiu aquele trem terrível. Maxon mais babaca do que nunca, final corrido e a surpresa de que, peraí, não é uma trilogia! Tem A Herdeira e vai ter mais um e mais quinhentos livros com contos pelo ponto de vista da Marlee, e da Rainha Amberly e ... ZZZZ larguei. Não gosto quanto autor vê que o livro faz sucesso e ai não quer mais largar e deixa tudo meio sem sentido, até porque o Maxon tinha decidido acabar com a Seleção no terceiro livro, ai tu lê a sinopse do livro 4 e a filha dele tá tendo uma seleção. Não tenho paciência, Kass. Sóri.
    Espero que tenha uma experiência melhor do que a minha, porque viu.. Esperei um ano e quis chorar de frustração :~

    bjos,
    Bianca

    www.blogsomaisum.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rsrs olha vou confessar que eu curti o último livro muita gente reclamou dele), o finzinho me incomodou um um pouco, mas eu gostei. Mas concordo com você, quando o autor não sabe parar fica um saco, alias isso me irrita não só em livros, mas filmes e desenhos também ocorre muito... Ai eu finjo que aquilo não existiu kkkkk
      Beijos, e obrigada pela visita ^^

      Excluir

Por favor, não utilizem palavras ofensivas ou divulguem spoilers de qualquer espécie.

Obrigada!