domingo, 22 de fevereiro de 2015

O que assisti essa semana 5

Semana passada eu simplesmente esqueci de programar a postagem e não tive tempo de faze-la no dia, então vou começar falando sobre o único filme que vi, no dia 9 (segunda-feira).

   
   O Preço do Amanhã se passa em um futuro não muito distante onde as pessoas não utilizam mais dinheiro e sim o seu próprio tempo de vida como forma pagamento .
    Will Salas (Justin Timberlake) vive um dia de cada vez, sempre com seu relógio de vida no limite, mas certa noite ele recebe uma doação inesperada de um milionário (alguém com muito tempo de vida) e logo passa a ser perseguido pelos guardiões do tempo, sendo acusado de roubo.
    A premissa do filme é realmente muito interessante e eu diria até inovadora, a ideia de um mundo onde você recebe e paga suas coisas com mais tempo de vida ("dinheiro" esse que você mesmo sem fazer nada), mas o filme infelizmente me decepcionou um pouco. O seu desenvolvimento foi muito simples e se transformou em um romance meio chato com partes mal desenvolvidas de perseguição, que não fizeram jus a toda possibilidade que o filme apresentava.



    Essa semana eu também só consegui assistir a um filme, na terça feira de carnaval.
    Depois de uma sessão de videogame com os amigos, decidimos ver um filme qualquer, então abrimos o Netflix e caçamos uma comédia que nenhum de nós tivesse assistido antes.
    Escolhemos o filme De Mal a Pior sem nenhuma expectativa, e achando até que seria bobinho, mas ficamos felizes em descobrir que o filme era melhor do que todos esperávamos.
    A aspirante a âncora de um telejornal Meghan Milles (Elizabeth Banks)  tem um dia difícil e decidi  sair  para uma noitada com suas amigas, que termina em bebedeira e em sexo casual com um cara charmoso que ela não conhece. No meio da noite ela recebe uma ligação que pode mudar seu futuro profissional, e corre para agarrar a essa oportunidade, mas ela se encontra em um bairro desconhecido, sem carro, sem dinheiro e sem como pedir ajuda, e acaba parando nos piores lugares possíveis.
     O enredo e bem simples, e com todos o exageros improváveis que uma comédia necessita, mas garantiu boas risadas para um fim de noite.

6 comentários:

  1. Eu adoro o Preço do Amanhã... Que pena que você não gostou tanto assim hahaha... Nunca assisti de mal a pior, mas já anotei o nome pois adorei a sua opinião

    XOXO
    umnovo-roteiro.blogspot.com
    PS: te vejo lá no meu cantinho, né?

    ResponderExcluir
  2. Eu já vi esse Preço do Amanhã. Realmente uma boa ideia com um filme mal executado.

    Quando for ver uma comédia novamente, procure assistir É O Fim, onde alguns comediantes interpretam a si mesmos presos na casa de um deles depois de uma festa. Estão presos porque o Apocalipse chegou e eles tem de se aturar ou sair e morrer. É uma ótima crítica à sociedade de Hollywood e uma comédia excelente. Só não assista com seus pais do lado por causa das PIROCAS GIGANTES que aparecem vez por outra.

    ResponderExcluir
  3. Olá! Eu gosto bastante de O preço do amanhã, mas como você acho que esse sistema de "capital-tempo" deveria ser mais explorado que os os conflitos dos personagens. Fico imaginando que daria um bom livro distópico haha! Nunca assisti essa comédia, quando estiver de boa no Netflix irei assistir. Beijos!
    apenasumaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, iria ser interessante de ler ^^
      Obrigada pela visita e tomara que goste do filme ^^

      Excluir

Por favor, não utilizem palavras ofensivas ou divulguem spoilers de qualquer espécie.

Obrigada!