sábado, 25 de abril de 2015

Enigma: Mundo Interdito


     Novamente peço desculpas pelo meu atraso pessoal, sabem como é né? Atrasa uma leitura atrasam todas. Mas finalmente vamos a resenha  ^^.

     Sinopse: Johnny é um jovem popular e festeiro, que leva uma vida fútil e sem muitos objetivos, que tem sua vida mudada após sofrer um grave acidente de avião.
     Ele acorda em um mundo completamente diferente, com hábitos que nada se assemelham ao seu, e pior sem memórias.
      Com o passar do tempo, Johnny começa a compreender melhor essa nova realidade que lhe é mostrada, e precisa decidir se quer voltar ao seu mundo ou vier em Enigma.

      O livro mostra uma visão bonita sobre amor ao próximo e respeito, que acredito que deveria ser aprendida por todos. Apesar de Enigma ser um mundo completamente Utópico, muitas coisas deveriam se encaixar em nosso mundo.
      Gosto da ideia de o personagem principal não ser um típico mocinho inteligente, bonzinho e etc, ele é apenas um garoto comum que vive uma vida meio torta, até o momento que muda seu destino.
       A história se passa de forma bem rápida, bom para quem gosta de dinamismo. 

      Sobre os personagens:

      Como falei anteriormente, Johnny não é bem o mocinho típico de livros, ele é um personagem passível de evolução, que no caso é a ideia central da história.

       Hera, a garota que lhe salva do acidente e o ensina e viver em Enigma, é uma garota habilidosa e muito inteligente, e dona de cabelos do jeito que eu queria *-* rsrs.

       Morgana é a irmã mais nova de Hera, e uma das personagens que mais gostei, pois tem um humor muito diferente das outras pessoas de Enigma, sendo até meio rabugenta.

       Não darei muito detalhes sobre Atir e Ravena, para não estragar a leitura de vocês, mas a interação delas com Johnny foi a que eu mais gostei durante a leitura.


        Algumas revelações sobre a origem da humanidade são feitas durante a história, e vários seres, de diferentes tipos são descritos. Para quem curte uma grande variedade  de mitologias, é um prato cheio. Não sei bem se isso é um spoiler, mas de todos os seres citados os únicos que não me agradam muito são os extraterrestres.


        Recomendo para todos que gostam de uma leitura que faça você pensar e avaliar o mundo em que vive, pois essa é a mensagem que acredito que Enigma queira passar.
        A história é uma trilogia, e suas continuações tem previsão de lançamento no fim desse ano e o último em 2016.



        Sobre a autora:

       Rita Pinheiro, nascida em 1969, tem grande interesse por extraterrestres e mundos paralelos, que junto com a ideia de desenvolvimento humano através do amor, criou Enigma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, não utilizem palavras ofensivas ou divulguem spoilers de qualquer espécie.

Obrigada!