domingo, 26 de julho de 2015

O que eu assisti essa semana 15

    Mais uma vez juntei duas para ter mais conteúdo para postar, então vamos falar um pouquinho sobre as coisas que vi nesses últimos quinze dias.

   Sniper Americano, um drama biográfico que conta a história do soldado Chris Kyle, considerado o atirador mais letal da história dos Estados Unidos, e todos os problemas enfrentados depois da guerra, no momento de voltar para sua família.
   No dia 15 de julho, aniversário da minha marida, nós nos reunimos para assistir
   O filme, dirigido por Clint Eastwood e estrelado Bradley Cooper, é mostrado de uma forma meio retalhada, como se toda a história fosse contada em flashes, o que confesso ter me deixado bem confusa sobre a cronologia em grande parte do filme.
     Para quem gosta de ação e histórias e guerra, o filme pode ser considerado muito bom, mas em questão de retratar a vida e todos os traumas do personagem, poderia ter sido melhor explorado, tanto em questão de tempo no longa, quanto em profundidade de cenas.



     Numa noite sem muito o que fazer, começamos à assistir As Aventuras de Paddigton, que conta a história de um ursinho (feito em animação) que vai viver em Londres com uma família que vive de forma tranquila e cheia de superproteção por parte do pai.
      Apesar de um roteiro muito comum em filmes desse gênero, até um pouco clichê, a história é bem familiar e fofinha, e em alguns momentos, até engraçada.
       No elenco, podemos contar com Nicole Kidman, no papel da vilã, Hugh Bonneville, Sally Hawkins, Peter Capaldi, Ben Wishaw, dublando Paddingotn, entre outros.





     Como já disse na postagem/resenha de Hunter X Hunter, esse anime virou meu mais novo vídeo, então ontem assisti aos dois filmes da série.
     Phanton Rouge, que se passa entre os arcos Gen- ei Ryodane  Greed Island, começa com um misterioso inimigo ladrão de olhos, antigo membro da trupe fantasma.
     Apesar  não de a história não interferir na cronologia da série, ela se manteve fiel as características dos personagens com relação ao tempo em que se passa, o que foi um ótimo ponto. Infelizmente não posso dizer o mesmo do segundo filme, The Last Mission (entre os arcos de Greed Island e Chimera Ants), que além de uma história fraca, cometeu erros no enredo.
      No geral, como não tinha muitas expectativas em relação aos filmes (que geralmente não fazem jus as séries) foi uma boa distração, e uma forma de matar a saudade dos personagens que tanto gosto.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, não utilizem palavras ofensivas ou divulguem spoilers de qualquer espécie.

Obrigada!