domingo, 5 de junho de 2016

O que assisti essa semana 27


     Nesse post vou falar um pouco dos filmes que assisti na semana retrasada, porque eu simplesmente não fiz isso no domingo passado.


      O filme Nunca Mais, estrelado por Jennifer Lopez, é um drama/suspense que acompanha a vida de Slim, uma mulher que precisa fugir de um relacionamento abusivo e proteger sua filha. Para se livrar das ameaças e da perseguição do ex-marido, ela precisa mudar vários aspectos de sua vida, até perceber que não poderá fugir para sempre.
      Apesar do filme ter uma temática atual e interessante, ele não foi muito bem desenvolvido, deixando alguns aspectos um pouco irreais, o que é uma pena, pois esse é assunto que precisa ser retratado mais vezes.








      A ficção científica pós-apocalíptica Os Mais Jovens retratada os Estados Unidos da América em um cenário de seca, onde as pessoas matam pela água e por terra fértil.
     Após comprar um robô de carga par ajudar na produção, Ernest precisa lidar com a raiva de Flem, um rapaz que faria de tudo para ter de volta as terras do pai.
    O filme é um tanto confuso quanto ao que quer mostrar para o telespectador, sem falar na grande falta de ação e acontecimentos.
      Os personagens não são interessantes e junto com um enredo fraco, não consegue manter o interesse de quem assiste.






     Ponto de Partida mostra a história de quatro pessoas, um ex-padre deprimido (Forest Whitaer), um matador recém saído da cadeia e está com uma doença terminal (Ray Liotta), uma dançarina de boate (Jéssica Biel) e um agente funerário (Eddie Redmayne), e como seus destinos se conectam de alguma forma.
      O drama tem uma narrativa um pouco maçante, devido a demora  dos acontecimento e do desenrolar dos encontros entre os personagens. Tem uma história forte, mas triste.




     No filme Drácula O Príncipe das Trevas, um grupo de caçadores, liderado por Van Helsing, tenta impedir que o Lightbringer caia nas mãos erradas.
    Quando Drácula encontra com a caçadora Alina, tem a certeza que a jovem é a reencarnação de seu grande amor e tenta conquista-la enquanto a mantém refém em seu castelo.
    Com uma história mal adaptada e um enredo forçado, o filme não convence.
     Os efeitos especiais são um problema a parte, em certos momentos a mesma cena é reprisada em sequência, o que deixa até o telespectador mais desatento, como eu, com uma enorme sensação de estranheza.




    
     Em a Última Viagem a Vegas, quatro amigos por volta dos setenta anos decidem comemorar a despedida de solteiro de um deles em Las Vegas, como faziam nos velhos tempos.
     Apesar do exagero em mostrar corpos bonitos e de mostrar que senhores de idade só ligam para garotas jovens (achei isso bem... estranho e errado), o filme é bem engraçado e a relação de amizade dos personagens é adorável.
     O elenco é sem dúvida o ponto alto do filme, com grandes nomes como Robert De Niro, Morgan Freeman, Kevin Kline e Michael Douglas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, não utilizem palavras ofensivas ou divulguem spoilers de qualquer espécie.

Obrigada!