domingo, 26 de junho de 2016

O que assisti essa semana 28


     Nesse post eu vou falar um pouco sobre os últimos filmes que assisti durante essas últimas duas semanas.


    Trocando os Pés é uma comédia estrelada por Adam Sandler e conta a história de Max, dono de uma sapataria que está a gerações em sua família, que um dia descobre uma máquina de costura mágica que permite que ele assuma a aparência dos donos dos sapatos nela costurados.
    Um comédia de história fraca  e com quase nenhuma graça, protagonizada pelo mesmo personagem de sempre (convenhamos, Adam sempre atua da mesma forma em todos os filmes), que talvez pudesse ter sido melhor desenvolvida, já que a ideia inicial, de assumir a vida de outra pessoa, tinha potencial para ser de alguma forma, interessante.






    Ainda continuando nos filmes de Adam Sandler, assistimos comédia Pixels, onde o mundo está sendo atacado por alienígenas que utilizam a imagens de jogos antigos. O filme também conta coma  participação de Kevin James e Peter Dinklage.
     Novamente, não fiquei satisfeita com o filme, tanto por sua história mal elaborada e com furos de roteiro, quanto por seu fraco conteúdo humorístico.







     Crimes em Primeiro Grau conta a história de Claire Kubik (Ashley Judd), uma renomada Advogada, que tem um casamento estável e esta tentando engravidar. Certo dia durante um passeio, ela e seu marido são abordados pelo FBI e ele e levado preso, acusado de crime de guerra. Agora precisa se unir a Charles W. Grimes (Morgan Freeman), outro advogado, para tentar provar a inocência de seu marido. 
     O filme é todo um quanto previsível e sem grandes pontos de virada, desde o início é fácil de perceber o rumo que o desfecho irá tomar.





      Na verdade eu já tinha assistido o filme Os Doze Macacos, mas era muito pequena na época e não lembrava mais de nada. Como começamos a assistir a série baseada no longa, decidi assistir novamente o filme, sem ligara para possíveis spoilers :p.
     Bruce Willis interpreta James Cole, um prisioneiro enviado ao passado em busca de uma possível cura para o vírus que dizimou quase toda a população mundial.
     Apesar de ser um pouco mais "parado" do que eu esperava, achei a história bem interessante, além de ter ótimos atores.
      O visual do filme é um pouco exagerado quando tenta retratar o mundo futurista, alguns equipamentos chegam até a ser um pouco sem sentido, mas em isso não atrapalha o bom trabalho que foi feito com a história.



     Paixão de aluguel é um filme juvenil estrelado por Hilary Duff que interpreta Holly, uma jovem que está cansada de tanto se mudar enquanto sua mãe procura pelo homem dos sonhos.
    Apesar de ser recheado de clichês do gênero e um roteiro previsível, o filme é leve e engraçadinho. 
     Existem algumas contradições na história, que tenta ensinar que você não precisa de alguém para ser feliz, mas que acaba erroneamente mostrando ao contrário, quando tudo na vida das personagens gira em torno do romance, o que é uma pena, pois a ideia inicial era um ponto positivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, não utilizem palavras ofensivas ou divulguem spoilers de qualquer espécie.

Obrigada!