domingo, 8 de janeiro de 2017

O que assisti essa semana



     Requisitos para ser una persona normal é uma comédia romântica espanhola, que conta a história de Maria de Las Montañas (Leticia Dolera), uma mulher que se sente deslocada por ter alcançado os trinta anos sem emprego, casa, namorado, entre outras coisas que ela considera itens necessários para ser considerada uma pessoa normal. Decidida a se encaixar, Maria contará com a ajuda de seu novo amigo, Borja (Manuel Burque), para conquistar todos os itens que faltam em sua lista.
     O filme é engraçadinho, com um estilo visual interessante e uma maneira leve de contar sua história, que apesar de previsível (mal da maioria dos filmes do gênero) diverte pela simplicidade e carisma dos personagens, que mostram que ser "normal" não é algo realmente importante para ser feliz.




     Em Filadelfia acompanhamos a jornada de Andrew Beckett (Tom Hanks), um talentoso advogado, que após ser demitido de uma famosa firma, precisa provar que foi vítima de preconceito por ser homossexual e portador do vírus HIV. Durante um longo e agressivo processo contra seus antigos empregadores, Andrew conta com a ajuda de Joe Miller (Denzel Washigton) um advogado de pequenas causas, inicialmente homofóbico.
     Esse é um filme muito famoso, ganhador de diversos prêmios, e que mostra uma parte muito importante da história na luta contra o HIV e a homofobia. Acho que esses filmes são essenciais, com um conteúdo quase didático, pois muitos de nossa geração simplesmente ignoram esse período, acreditando que a doença é algo do passado e que o preconceito não existe mais.





     A 5º onda é uma adaptação do livro homônimo escrito por Ricky Yancey, que conta a história de Cassie (Chlöe Grace Moretz) uma jovem sobrevivente que tem como objetivo salvar seu irmão de mais um novo ataque dos invasores alienígena, que tentam exterminar a vida humana da Terra.
    O filme tem um enredo simples, com bastante ação, mas pouco desenvolvimento dos personagens e um romance meio esquisito  colocado de qualquer forma no meio dos acontecimentos.
      Como a história faz parte de uma trilogia, o filme termina em aberto e eu não consegui achar a confirmação da sua continuidade nos cinemas






     O Vendedor de Sonhos é a adaptação do livro de Augusto Cury, que acompanha Júlio César (Dan Stulbach), um psicólogo que após algumas decepções na vida tenta suicídio, mas acaba sendo convencido a desistir por um morador de rua, conhecido como "O Mestre" (César Trancoso). À partir desse momento, Júlio começa a acompanhar esse sábio homem em busca do autoconhecimento.
     O filme tem como intuito passar boas mensagens sobre o que realmente importa na vida, mas infelizmente seguiu um roteiro pouco inovador, com cenas bem previsíveis e pouco elaboradas, além de conter uma cronologia confusa, deixando o espectador perdido sobre a duração dos acontecimentos, que muitas vezes são um tanto quanto fantasiosos para um filme que tenta seguir por um caminho menos ficcional.




     Assim como a maioria dos filmes baseados em fatos reais, Um Homem entre Gigantes instigou minha curiosidade sobre fatos que até o momento eram desconhecidos por mim, me fazendo pesquisar mais sobre o assunto assim que termino de assistir.
     Dr. Bennet Omalu (Will Smith), é um neuropatologista forense, que sonha em se tornar legalmente um cidadão americano. Ele se vê envolvido em uma guerra contra a NFL (a liga nacional de futebol americano), depois de diagnosticar uma grave lesão cerebral em um dos jogadores, iniciando uma pesquisa sobre os possíveis efeitos que o esporte pode ter sobre a vida de seus atletas.
     Nesse filme podemos observar como grandes indústrias ou companhias interferem na vida da população, manipulando através do dinheiro e da influência, sobrepondo-se muitas vezes ao bem estar das pessoas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Por favor, não utilizem palavras ofensivas ou divulguem spoilers de qualquer espécie.

Obrigada!