sexta-feira, 9 de novembro de 2018

Castlevania- 2º temporada


A segunda temporada da animação original da Netflix chegou com o dobro de episódios da primeira, mas apesar desse tempo extra, a maioria dos problemas persistem.

A história continua corrida, mesmo sendo paradoxalmente bem parada. Mesmo sem grandes acontecimentos, falta espaço para a interação entre os personagens e seu desenvolvimento. Em determinado momento, os protagonistas parecem bem ligados e íntimos, mas o telespectador não acompanha o desenrolar dessa amizade, quando você olha, ela já está lá, fazendo com que todos os diálogos pareçam forçados.

Os traços de Castlevania são muito bons, mas a animação continua com aquele aspecto de que faltam frames entre as ações.

A terceira temporada foi confirmada pelo serviço de streaming, mas apesar de querer assistir, não estou muito esperançosa para uma possível melhora no ritmo dos acontecimentos.

Ah! Vale lembrar que a animação tem cenas fortes e de muita violência, mesmo nesse pequeno trailer.



segunda-feira, 5 de novembro de 2018

Dia nacional do cinema brasileiro


Hoje, dia 05 de novembro, é comemorado o dia nacional do cinema brasileiro, como uma homenagem  a primeira exibição realizada no país.

O cinema no Brasil tem crescido bastante, mas de certa forma ainda é pouco valorizado, muito nem sabem a quantidade de produções de qualidade que possuímos, então fiz uma seleção dos meus filmes nacionais preferidos, de diferentes gêneros:


O Auto da Compadecida



Acho difícil alguém não ter ouvido falar desse clássico do cinema brasileiro. A obra é uma adaptação da peça teatral homônima de Ariano Suassuna e acompanha a vida de João Grilo (Matheus Nachtergale) e Chico (Selton Melo), dois amigos que vivem no sertão nordestino.

O filme é uma mistura de comédia com drama, muito conhecido por seus personagens marcantes e engraçados.




Hoje Eu Quero Voltar Sozinho



Filme escrito e dirigido por Daniel Ribeiro, que conta a história do jovem Leonardo (Guilherme Lobo), um adolescente portador de deficiência visual, que luta por sua independência e precisa lidar com as descobertas da sua idade, como o amor e a sexualidade.

O filme é derivado de um curta lançado em 2010, chamado Eu Não Quero Voltar Sozinho.



Assalto ao Banco Central


Baseado no assalto real que aconteceu ao Banco Central do Brasil em Fortaleza no ano 2015, o filme acompanha o planejamento da quadrilha que praticou o roubo e também o trabalho dos policias encarregados de resolver o caso.


Carandiru



O longa é a baseado no livro do médico Dr. Drauzio Varella, que trabalhou no presidio com um projeto de prevenção ao HIV.

O filme fala um pouco sobre a vida dos presos, da experiência do médico e retrata o massacre ocorrido em outubro de 1992, quando para deter uma rebelião, 111 presos foram assassinados por policiais.




Apesar de não estar na minha lista de filmes preferido, acho que vale uma menção honrosa aos longas Central do Brasil e Cidade de Deus, vencedores de diversos prêmios.

sábado, 3 de novembro de 2018

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Dia nacional do livro: Meu favoritos


Hoje, dia 29 de outubro, é comemorado o dia nacional do livro, então fiz uma listinha dos meus livros preferidos de escritores brasileiros:

Coleção Os Karas:

O autor santista Pedro Bandeira tem grande participação no meu gosto pela leitura.
Entre os livros lidos na minha juventude (falou a tia), a coleção Os Karas, é sem dúvida, a que mais me causa nostalgia.

O grupo de adolescentes geniais que se envolvem na investigação de vários crimes conta com seis livros (um deles lançados recentemente).


  

  


   

Os Mistérios de Warthia:

Os mistérios de Warthia é uma trilogia da autora Denise Flaiban que mostra a jornada da jovem escolhida Seraphine contra a escuridão que ameaça o mundo.

Eu li apenas os dois primeiros volumes, aguardando o lançamento do último.